Planejamento Patrimonial Familiar: quem planeja cuida

Planejamento Patrimonial Familiar: quem planeja cuida

Você já refletiu para que serve um patrimônio construído e mantido ao longo de
uma vida inteira? Certamente a resposta vai envolver a segurança e a realização
dos sonhos da sua família. O planejamento dos destinos desse patrimônio é
essencial para que ele, de fato, possa garantir o cuidado com quem a gente se
importa.

O que é planejamento patrimonial?

O planejamento patrimonial familiar é uma série de tomadas de decisões, de
acordo com a legislação e jurisprudência, para que o patrimônio construído sirva
efetivamente aos propósitos da família e ao seu melhor aproveitamento. Ele
envolve decisões para o presente, como doações, e para o futuro, como o
testamento.

Por que é importante?

  1. Proteção da família: O planejamento patrimonial permite que você proteja sua
    família, garantindo que cada recurso sirva a quem mais precisa dele. Isso é
    particularmente crucial se você é o principal provedor da família e se há
    crianças ou outras pessoas vulneráveis.
  2. Decisão sobre os ativos: Sem um plano em vigor, seus bens podem ser
    distribuídos de acordo com as leis da sucessão, o que pode não refletir seus
    desejos. O planejamento patrimonial coloca você no controle.
  3. Otimização de impostos: Um bom planejamento patrimonial, cumprindo as
    leis, pode ajudar a reduzir a carga de impostos sobre a transmissão do
    patrimônio e evitando pagamento de impostos em duplicidade.
  4. Evita conflitos: Ter um plano claro em vigor pode evitar disputas familiares e
    litígios que podem surgir na ausência de diretrizes claras.

Passos para o Planejamento Patrimonial

  1. Mapeie os seus bens: levante todos os seus bens, com informações
    detalhadas e os documentos correspondentes a cada um deles.
  2. Regularize seus bens: Observando os documentos, verifique se todos eles
    estão regularizados: os imóveis estão registrados? Os veículos estão
    regulares? As pessoas jurídicas extintas foram baixadas?
  3. Elabore instrumentos: Com os bens todos organizados e regularizados, é
    hora de tomar decisões sobre eles e fazer instrumentos, dentro da lei, que
    mudam a ordem legal de sucessão: doações, testamentos, organizações
    societárias, produtos financeiros.
  4. Reúna as informações de maneira segura: Tudo pronto, tenha certeza de
    que as pessoas de confiança saberão onde estão todos esses documentos,
    informações e orientações.

Revisão Periódica

O planejamento patrimonial não é algo que você faz apenas uma vez. É importante
revisar regularmente seu plano à medida que sua situação financeira e familiar
evolui. Mudanças na lei também podem afetar seu planejamento, tornando a
revisão periódica uma prática essencial.

Nossa sugestão é uma revisão básica anual na época da declaração de imposto
de renda da pessoa física ou no aniversário. E uma revisão mais detalhada a cada
três a cinco anos.

Em resumo, o planejamento patrimonial é uma medida vital para proteger seu
patrimônio e garantir que ele seja distribuído de acordo com seus desejos. Se você
ainda não iniciou seu planejamento patrimonial, considere entrar em contato com
um advogado especializado para obter orientação. Isso garantirá um cuidado
adequado para a sua família.

Categorias

Envie suas dúvidas e opniões

Nossa equipe de advogados está pronta para esclarecer suas dúvidas e oferecer a orientação que você necessita e merece.

Receba atendimento personalizado para suas questões familiares

Planejamento, estratégia e conhecimento para o melhor atendimento das necessidades da sua família.